9 dicas para você crescer na vivência da fé
26/09/2021 19:50 em Curiosidade

Já dizia a canção: “ a fé move montanhas e no deserto dá força e sentido à vida”. Diante das mais duras provas e realidades, a fé é o impulso do coração onde é gerada a esperança e a caridade.

É ela que nos faz acreditar naquilo que há de vir, com um olhar de coragem, especialmente neste tempo em que a humanidade se encontra tão ferida e fragilizada. 

Durante este período de pandemia, muitas pessoas reconheceram a importância de crescer na fé e voltar o seu olhar para aquilo que é essencial e não passa. 

Contudo, a fé é também um dom e uma virtude e, portanto, precisa da nossa colaboração e empenho para que possa crescer. 

De acordo com o Catecismo, “crer só é possível pela graça e pelos auxílios interiores do Espírito Santo. Mas não é menos verdade que crer é um ato autenticamente humano. Não contraria nem a inteligência do homem confiar em Deus e aderir às verdades por Ele reveladas” (CIC 154).

Também é verdade que, “ a fé procura compreender”: é característico da fé o crente desejar conhecer melhor Aquele em quem pôs sua fé e compreender melhor o que Ele revelou; um conhecimento mais penetrante despertará por sua vez uma fé maior, cada vez mais ardente de amor. A graça da fé abre “os olhos do coração” (Ef 1,18) (CIC 158).

Portanto, para te ajudar a dar passos mais concretos, separamos 9 dicas para você crescer na vivência da fé. Acompanhe!

1- Busque uma vida sacramental

Para crescer na fé, é muito importante que você alimente sua vivência com os sacramentos. 

São eles que irão te fortalecer e colaborar para que você receba as graças necessárias para permanecer firme, em um caminho autenticamente cristão.

Tenha o Catecismo sempre perto de você. Lá você irá encontrar as principais informações sobre a vivência da fé e sobre o sentido de cada sacramento.

2- Cultive o diálogo com Deus na oração pessoal 

Além dos sacramentos, é muito importante crescer no diálogo e amizade com Deus por meio da oração pessoal.

Não dá para pensar em crescer na fé, sem alimentar a intimidade diária nessa relação de amizade com Deus.

Quanto mais próximos estamos Dele, mais somos constrangidos com Seu amor e cuidado. Essa relação de intimidade permite também ser mais dócil e compreensível acerca do plano de Deus para você. 

O que favorece encontrar o sentido por trás das provações que você possa enfrentar em seu dia a dia.

3 – Suplique os dons do Espírito Santo

Como virtude cristã, para crescer na fé é necessário colaborar com as graças que o Espírito Santo te concede. 

Por isso, suplique a Ele os seus dons para que você também se torne uma pessoa mais madura neste caminho.

Auxiliados pela força do Alto e revestidos pela glória celeste, como ocorreu com Jesus e Maria, a nossa adesão à Vontade de Deus e Seu plano de amor se torna muito mais concreta. 

Os dons do Espírito Santo são aqueles que nos capacitam para viver a missão diária, para estarmos em plena comunhão com o Pai. 

Não tenha medo e faça como Jesus nos ensinou: “Pedi, e dar-se-vos-á, buscai e achareis, batei e abrir-se-vos-á. Pois todo aquele que pede, recebe; aquele que procura acha; e ao que bater, se lhe abrirá” (Lc 11, 9-10).

4 – Aprofunde a leitura da vida dos santos 

Aprofundar a leitura sobre a vida dos santos é uma excelente forma de crescer na fé. Afinal, por meio dessas leituras conhecemos o caminho trilhado por cada santo e os testemunhos de que a santidade é possível para todos.

Para cada um o Senhor reserva graças próprias para nos capacitar e nos inserir neste caminho de santidade.

Logo, quando tomamos conhecimento daquilo que o Senhor realizou na vida dos santos, enxergamos também Sua ação na nossa própria vida. E, assim, crescemos em uma fé mais madura.

5 –  Tenha sempre o louvor nos lábios nos momentos difíceis 

Manter o louvor nos lábios, especialmente nos momentos difíceis, é certamente uma atitude que nos ajuda a crescer na fé.

É preciso um ato de coragem e de disposição interior pelo bem, por aquilo que é santo, para trocar a murmuração pelo louvor.

Mas é também através desse gesto que vamos fortalecendo e educando a nossa carne e mente para aquilo que é bom e agradável ao coração de Deus. 

Alimentar a murmuração é também alimentar a falta de humildade, egoísmo, orgulho e inveja – sentimentos que só nos afastam de Deus.

Quando a vontade de murmurar falar alto dentro de ti, recorde-se do exemplo de Jó, que mesmo diante de tantas provas não renunciou a sua fé e integridade.

6 – Medite a Paixão de Cristo 

É através da meditação da Paixão de Cristo que podemos meditar sobre os mistérios e os desafios que enfrentamos em nossa própria vida.

Certamente, meditar sobre a Paixão do Senhor nos faz crescer na fé e na intimidade com Ele. Reconhecendo a Sua presença em cada situação de prova, dor e desafio que enfrentamos.

Muitas das dores que sentimos em nosso dia a dia, Jesus sofreu também em sua carne por amor a nós.

Eis o tempo favorável, tempo de conversão. Una-se ao Senhor e Sua Paixão durante esta quaresma.

7-  Busque direção espiritual 

Para crescer na fé é necessário compreender que não somos capazes de trilhar este caminho sozinhos.

A porta é estreita e muitas serão as tentações que irão surgir para nos desviar deste caminho. 

Contar com uma direção espiritual é ter a confiança de que alguém nos acompanha e orienta naquilo que sozinho você não consegue compreender. E, sobretudo, te socorre espiritualmente por meio da intercessão.

Procure, então, por um sacerdote, consagrado ou irmão mais maduro na fé que possa te auxiliar nesses passos. A partilha das experiências será também muito fecunda neste percurso.

8 – Estude as virtudes teologais no Catecismo 

Fé, esperança e caridade. As três virtudes teologais, inseparáveis e que consistem na disposição de fazer o bem. São os instrumentos ao nosso dispor para melhor amar e crescer na intimidade com Deus.

Se há dentro de um coração, o desejo para crescer na fé, é fundamental também conhecer, entender e estudar sobre as virtudes teologais e o que cada uma delas representa.

São elas também que auxiliam no exercício da caridade, doação e entrega para o outro. E nos ensinam a sermos mais misericordiosos.

9 – Cultive boas amizades em Deus

Por fim, cultive relações sadias, boas amizades que também caminham com os pés firmes nesta terra e olhar fixo para o céu.

É bem verdade que os laços do espírito são mais fortes do que os da carne. Manter boas relações de amizade com pessoas que procuram viver e se configurar à Vontade de Deus, será importante para o seu caminho pessoal.

Gostou dessas dicas? Compartilhe este conteúdo para que mais pessoas conheçam estas dicas e possam crescer na fé como você!

Fonte: Comunidade Católica Santos Anjos

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE